INFORMAÇÕES

Uma breve explicação sobre o que ocorre no corpo das mulheres em alguns casos e quais são as providências que podem ser tomadas.

PARTO CIRÚRGICO E PARTO NORMAL

 

Existem dois tipos de parto: o parto cirúrgico (a cesárea/cesariana) e o parto natural.

Os partos podem ser diferenciados em: partos vaginais cirúrgicos – que acontecem normalmente em hospitais com intervenções médicas como anestesia, aplicação de ocitocina (hormônio sintético que induz as contrações uterinas), episiotomia (corte vaginal) e partos vaginais naturais – apenas com intervenções extremamente necessárias.

Nem sempre o parto normal é possível. Nesses casos, a cesariana é uma cirurgia decisiva para garantir a segurança da mãe e do bebê. A operação consiste em um corte na parede abdominal e no útero. O bebê é retirado através desta abertura, que é fechada com pontos. O melhor tipo de parto é aquele em que tanto a mãe quanto o bebê são submetidos às melhores condições possíveis. Por isso, o pré-natal é importante, pois fornece informações essenciais para ajudar o médico a decidir junto com o casal a opção de parto mais adequada.

MIOMAS UTERINOS

 

Mioma uterino é caracterizado pelo crescimento do tecido muscular uterino, de aspecto benigno. Dependendo da localização, do tamanho e da idade da paciente podem ser assintomáticos ou até apresentarem sangramentos de grande volume.Procure orientação médica

PREVENTIVO

 

O exame preventivo, também chamado de Papanicolau, é realizado para o rastreio de lesões precursoras do câncer do colo uterino. Deve ser realizado por todas as mulheres que já iniciaram sua vida sexual, anualmente, com o médico ginecologista.
No exame, além da coleta do material da vagina, da endo e ectocérvice (do colo), é realizado uma inspeção cuidadosa da vulva, vagina e de secreções vaginais, em busca de infecções ou lesões suspeitas. Dessa forma pode-se fazer o diagnóstico das causas dos corrimentos, queixa muito comum das pacientes.